E um dispositivo de redes de computadores, que tem como objetivo aplicar uma politica de segurança a determinados pontos. É o principal componente de segurança e responsável por boa parte da comunicação de dados da Empresa.

     
 
VIACONNECT FIREWALL
 

O firewall da Viaconnect foi concebido para aplicar uma politica de segurança a toda a infra-estrutura de rede de seus clientes, preenchendo lacunas de firewalls convencionais, que geralmente gerenciam somente tráfego da internet para a rede local e vice-versa.

No firewall da Viaconnect, pode-se segmentar toda rede local, impondo níveis de segurança e controle a toda estrutura computacional da empresa.

 

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS

Facilidade de administração através de interfaces gráficas amigáveis;
Escalabilidade e robustez para pequenas, medias e grandes demandas;
Compatível com os principais sistemas de virtualização do mercado;
Sem limites de usuário por não basear-se em licencas de uso;
Possibilidade de desenvolvimento de plug-ins específicos conforme particularidades do cliente;
Baixos custos de implantação e de manutenções;
Consultoria, treinamento e suporte 24x7x365.

 
 

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

     

Projetado para missões críticas de alta-disponibilidade;
Conceito avançado de zonas de segurança segmentando a rede do cliente;
Integração Com Switches gerenciaveis através de agregações de portas e VLANs;
Gerenciamento de múltiplos links de comunicação com recursos avançados de balanceamento e contingência;
Controle de banda (QOS) avançado para múltiplos links.

 
 
 
 

PROJETADO PARA MISSÕES CRÍTICAS

 
 

Firewall de alta disponibilidade (cluster de dois firewalls);
Trabalha em regime Active-Backup para encaminhamento de pacote;
Balanceador de conexões TCP e UDP;
Possui sistema de sincronismo do estado das conexões entre os firewalls;
Permite a continuidade das conexões ativas durante a queda do firewall ativo.

   
 

MAIS ESCALABILIDADE

 
   


Integração com Switches gerenciaveis, possibilitando:

Gerenciamento e balanceamento de múltiplos LINKS de comunicação;
Gerenciamento de inúmeras interfaces de redes virtuais.

Integração com sistemas de virtualização:
Instalação em máquinas virtuais, minimizando custos de hardware;
Integração com os switches virtuais dos sistemas de virtualização.

 
 

MAIOR PRODUTIVIDADE

   
Ferramentas gráficas possibilitam a autonomia para o cliente na administração das regras do firewall.
     
 

PRINCIPAIS CARACTERISTICAS TÉCNICAS:

 
Inspeção de pacotes com controle de estado (SPI - Stateful Packet Inspection):
   
Executa filtragem de pacotes examinando a integridade e o contexto dos mesmos em relação ao tráfego da rede.
   
Mecanismo NAT (Network Address Translation):
   
 

Realiza a tradução de endereços de rede e de portas;

 
Permite abstrair a estrutura interna em relação a Internet;
Permite criar redirecionamentos para acesso externo às aplicações internas.
   
Servidor e Relay de DHCP:
   
 

Automatiza a configuração de rede das estações internas.

   
Qualidade de Serviço (QOS - Quality of Service):
 

Permite classificação do tráfego em estruturas hierárquicas;
Permite limitação e garantia da banda para classes de tráfego;
Priorização do tráfego organizada em filas de prioridade.